Azure SQL Database – Migration tools – part 1

Escolher a ferramenta de migração nem sempre é uma tarefa fácil uma vez que devemos levar em conta todos os pré-requisitos estabelecidos pelo cliente. Por esse motivo temos que conhecer os principais métodos/ferramentas de migração e suas diferenças para fornecer uma melhor solução e é necessário uma preparação antes de iniciar sua migração. No post Azure SQL Database – Before you migrate você pode encontrar o que deve ser considerado para ter uma migração de sucesso.

A primeira ferramenta que podemos utilizar é o Data Migration Assistant e você pode verificar como utilizar essa ferramenta aqui!

Migration Wizard no SSMS

O SQL Server Management Studio (SSMS) é a ferramenta que pode ser usada através do Migration Wizard e é o método mais comum para migração de um database.

Por ser um método bastante comum, algumas características dessa ferramenta:

  • Suporta database a partir da versão SQL Server 2005
  • Excelente para database de tamanho pequeno e médio
  • .bacpac é criado apenas localmente
  • É um processo único – ou toda a migração é realizada com sucesso ou nada é feito
  • Manipula o export e import automaticamente
  • Downtime é grande

Não esquece de validar se seu database está pronto para o Azure SQL Database através do Data Migration Assistant – Assessment

Para iniciar o seu processo de migração acesse o wizard através do SSMS.

Acesse: Object Explorer –> Instance –> Databases –> Botão direito –> Task –> Deploy Database to Microsoft Azure SQL Database.

Uma primeira janela de introdução será mostrada, avance para a próxima.

  1. Conecte no seu servidor Azure SQL (link)
  2. Escolha um nome para o seu database, originalmente o wizard mantem o mesmo nome.
  3. Configurações do seu Azure SQL Database
    1. Escolha o nível de serviço (service tiers): Basic, Standard, Premium ou PremiumRS (no momento apenas essas estão disponíveis)
    2. Tamanho máximo do database depende de cada nível de serviço.
    3. Service Objective: Dentro de cada service tier temos diferentes níveis de performance e limite de storage, as DTU
  4. Local de armazenamento do arquivo .bacpac

 

Revise as informações, principalmente o espaço temporário disponível, e inicie a migração.

Através da janela de progresso podemos verificar o que o wizard está fazendo e posso citar alguns passos:

  1. Extrai o schema
  2. Valida o schema
  3. Exporta os dados (tabela por tabela)
  4. Cria o database no Azure
  5. Verifica e analisa o deploy do novo database
  6. Inicia o processo de importação do pacote (schema e dados)
  7. Desabilita os índices
  8. Importa os dados (tabela por tabela)
  9. Habilita os índices

Uma vez que o wizard tenha completado a tarefa seu database estará disponível para uso. Você pode verificar através do SSMS ou do Azure Portal.

Algumas configurações que eu sento falta no wizard que e que por sua vez utiliza a opção default:

  • Location
  • Resource Group
  • Subscription

Apenas a configuração da região não é possível alterar depois que o database é criado.
O tempo total de deploy depende de alguns fatores como tamanho do seu database e service tier escolhido.

Concluindo, esse é o metodo mais utilizado e mais facil porem é demorado. Recomendo que teste esse metodos assim como marque o tempo total gasto e verifique se é aceitavel para sua migração. Duvidas do que fazer antes de migrar seu database? Não deixe de ler o post Azure SQL Database – Before you migrate

Referencia:
https://docs.microsoft.com/en-us/azure/sql-database/sql-database-migrate-your-sql-server-database

Pluralsight – Azure SQL Database for the SQL Server DBA

This is Tiago Balabuch's website, and this is a bit of copy about him. He is enthusiast, fascinated, passionate, fanatic by SQL Server and in the off-hours a Data Engineer who loves what he does and he is traveling in the cloud and surfing on the wave of the moment called Azure! Originally from Brazil and with encouragement from family and friends, Tiago moved to Europe in 2017 where lives in Ireland. In addition to being a data engineer, he is also active speaker in the SQL PASS events and keeps up to date on the key technologies and technical certifications. Tiago hold these certification MCT, MCSE - Data Management and Analystics, MCSA - SQL Server 2016/2014/2012. Simply psychedelic and manic he is just one more freak who likes SQL Server and its new features ...

Responda